Governo do Rio Grande do Sul Governo do Rio Grande do Sul    |  SEAPA - Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio

História


Uma historia de sucesso

1901 - A tradição do Estado em feiras agropecuárias remonta de 1901. A primeira ocorreu em 24 de fevereiro, em pavilhões fechados no Campo da Redenção (atual área do Parque Farroupilha) e do campus central da Ufrgs, em Porto Alegre, a 1ª Exposição de Produtos do Estado. Na feira, são apresentados bovinos, eqüinos, suínos, produtos agrícolas e industriais e artesanato. Contou com a participação de 2.200 expositores e público de 67 mil pessoas, números expressivos para a época.
Nascia a Exposição Estadual, embrião do que 71 anos depois seria a Expointer.

1909 – A exposição é realizada no Prado Rio-grandense com o nome de Exposição Agropecuária de Porto Alegre. É a primeira feira, no Rio Grande do Sul, como uso do terno pecuária na sua denominação. Mais tarde, nesta área, constrói-se o Parque de Exposições Menino Deus, onde ocorrerem feiras organizadas pelo Estado até 1969. Neste local funciona hoje a atual sede da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio.

1912 – Amplia-se a estrutura maior para o Parque Menino Deus, devido ao crescente interesse pela exposição estadual. Um pavilhão metálico é encomendado a uma indústria inglesa. Em torno do pavilhão são construídas baias e pistas para desfile de animais, galpões para armazenamento de forrageiras e alojamentos para os peões.

1929 – Instalada, por Getúlio Vargas, então presidente da província (governador do Estado) a Diretoria de Agricultura da Secretaria de Obras Públicas, embrião da futura Secretaria da Agricultura.

1935 – Criada, em 26 de junho, a Secretaria da Agricultura. No ano seguinte, a mesma é instalada em definitivo.

1937 – Firmado, em 6 de agosto, convênio entre Governo do Estado e Ministério da Agricultura instituindo as exposições estaduais de animais. As primeiras são realizadas alternadamente em municípios do Interior.

1955 – São fixados os certames estaduais no Parque de Exposições do Menino Deus.

1967 a 1969 – Constata-se a incapacidade do Parque do Menino Deus em sediar eventos com a presença de cabanheiros da Argentina e Uruguai. Em razão disso, o Governo do Estado compra 64 hectares da fazenda Kroeff, em Esteio. Apesar de protestos de produtores, criticando a mudança para um lugar considerado à época distante, inicia-se a construção do Parque de Esteio.

1970 – Inaugura-se, em 29 de agosto, o Parque de Esteio com a realização da 33ª Exposição Estadual de Animais.

1972 – É realizada a 1ª Exposição Internacional de Animais denominada - EXPOINTER. Tem início o ciclo de exposições com a participação de diversos países. Os certames internacionais repetem-se a cada dois anos até 1984. Além dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina e Paraná, a 1ª Expointer contou com a presença de 13 países, Canadá, Holanda, França, Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Áustria, Suécia, Dinamarca, Bélgica, Uruguai, Argentina e Chile. Nesta edição, em 22 mil metros quadrados de área coberta, a Expointer contabiliza 2,9 mil animais inscritos, de 45 raças.

1974 - São doadas pelo governo da então Alemanha Ocidental três esferas para o Estado. Hoje, as estruturas, que possuem as cores do Rio Grande do Sul, são a marca da Expointer. A abertura oficial da 2ª Exposição Internacional de Animais, realizada em 31 de agosto de 1974, teve a presença do Presidente da República, o General Ernesto Geisel.

1977 – Recebe nova denominação o Parque de Esteio: Parque Estadual de Exposições Assis Brasil (PEEAB), homenagem a um dos mais importantes políticos e produtores rurais do Estado no começo do século XX e que, neste mesmo ano, em agosto, tem a memória reverenciada com o título, concedido pelo governo estadual, de Patrono da Agricultura.

1980 – A abertura oficial da 5ª Exposição Internacional de Animais teve a presença do Presidente da República o General João Batista Figueiredo.

1984 – As exposições de caráter internacional passam a ser realizadas anualmente na Expointer.

1998 – Ocorre a ampliação da área total do Parque de Exposições Assis Brasil, passando de 64 para 141 hectares.

1999 – A Expointer 99 é marcada por novidades e mudanças significativas. Criação de uma logomarca dando identidade visual à feira, implantação do camping dos caminhoneiros, a construção de um anel viário, a flexibilização do horário e do valor do ingresso. O total arrecadado pela feira é de R$ 2,81 milhões. Realizada a primeira Feira da Agricultura Familiar, com a participação de 30 expositores.

2000 – A 23ª Expointer levou 341.738 pessoas ao Parque de Exposições Assis Brasil em nove dias, batendo um novo recorde de visitação diária. A média de pagantes foi de 37.970 ao dia, enquanto na edição passada foi contabilizado um público de 361.541 pessoas em 11 dias, com média de 32.867.

2001 – A 24ª edição da Expointer confirma a superação dos valores comercializados no ano passado. O balanço apontou um total de R$ 2.282.298,00 e 1.443 animais comercializados, com um valor médio das vendas de R$ 1.581,00. Outro recorde da Expointer quebrado este ano foi o de maior número de visitantes em um só dia, constatado no domingo (26), quando estiveram na Feira 60.800 pessoas. Ao todo, entrou no Parque Assis Brasil este ano 325.907 pessoas.

No setor de máquinas, o volume total de negócios registrado alcançou R$ 30,1 milhões. A Feira da Agricultura Familiar, que contou com 56 bancas e 150 expositores de todo o Estado, comercializou um total de R$ 80 mil.

2002 - A Expointer 2002 chega ao fim com um balanço otimista. A Secretaria de Agricultura do Rio Grande do Sul (SAA) divulgou no final de tarde de ontem (01) os números parciais da feira. Os R$ 3.064.055,00 superam em 29% o volume comercializado no ano passado. Foram 2.502 animais vendidos. O total de visitantes foi de 304.519, sendo 218.629 pagantes e 85.890 isentos. O setor de máquinas foi o grande destaque da exposição com um crescimento de 245%. O faturamento do setor de máquinas agrícolas chegou a R$ 104 milhões.

2003 – A Expointer desse ano recebe 620 mil visitantes (203 mil pagantes), arrecada R$ 1,3 milhão em bilheteria e comercializa R$ 4,7 milhões em animais e venda de R$ 26 milhões em máquinas e implementos. Pela primeira vez, dois presidentes de República, Luiz Inácio Lula da Silva do Brasil e Jorge Batle, do Uruguai, abrem oficialmente a feira.

2004 – Realiza-se a Expointer 2004 com a presença de 720 mil visitantes (207.603 pagantes). A comercialização de animais chega a R$ 4,706 milhões. Nas máquinas o valor total de negócios fica em 218 milhões. A agricultura familiar é um dos destaques, com comercialização de 252,339 mil.

2005 - Registra-se na 28ª Expointer a superação dos números de comercialização da mostra anterior. Foram negociados neste ano R$ 6.184.165,50 em vendas dentro do Parque Assis Brasil, em Esteio e R$ 1.704.340,00 das operações fora do parque. O Pavilhão da Agricultura Familiar comercializou nesta feira R$ 286.161,00. Na área de Artesanato, as vendas totalizaram R$ 944.850,00. O número de visitantes foi de 526 mil pessoas, entre pagantes e não-pagantes. Na comercialização de máquinas e implementos, o total foi de R$ 135.241.100,00. Em 2005, foram inscritos 5.956 animais, com participação de 4.537 exemplares. Foram representadas 10 nações na feira: Alemanha, Argentina, Áustria, Camarões, Chile, China, Equador, Peru, Reino Unido e Uruguai.

2006 - Registra-se na 29ª Expointer um público de 640 mil visitantes. Novamente aconteceu a superação de números, que indicaram uma venda de animais no valor de R$ 7.232.467,00, na Agricultura Familiar foram comercializados R$ 449.592,00 e os expositores de artesanato alcançaram o faturamento de R$ 1.087.351,20.

2007 - Realiza-se a 30ª Expointer com mais uma superação de dados, como o de público, com 695 mil visitantes e um faturamento total de R$ 175.036.502,00, equivalente a U$ 89.167.855,00 pela venda de animais, comercialização de máquinas e suplementos e outros. Foram realizados nos nove dias da feira 416 eventos.

2008 – A Expointer 2008 encerra um recorde em vendas. Vendas de animais, máquinas, implementos agrícolas, artesanato e produtos da agricultura familiar totalizaram R$ 383,5 milhões – 191,2% maior do que a edição anterior. O setor de máquinas e implementos agrícolas foi o maior responsável pelo incremento nas vendas, com R$ 370,37 milhões, um acréscimo de 208,35% em relação a 2007.

Os animais também foram destaque na 31ª Expointer, com a venda de R$ 10,65 milhões, valor 10,27% maior do que em 2007.

Em artesanato, foram comercializados R$ 1,91 milhão, 43,16% mais do que em 2007 (R$ 1,33 milhão). Os produtos da agricultura familiar totalizaram R$ 800 mil, volume 35% maior que os R$ 591 mil da edição passada. O público visitante totalizou 435 mil pessoas. Participaram da feira representações de nove países: Alemanha, Argentina, Canadá, Chile, Equador, Estados Unidos, Peru, Reino Unido e Uruguai.

2009 – O faturamento total da Expointer chega à marca de R$ 1.144.280,00. São 4.316 animais participantes e um público total de 561 mil pessoas. O setor de máquinas comercializou cerca de R$827,5 milhões, correspondendo à venda de 15 colheitadeiras e 230 tratores. As vendas de animais alcançaram R$14 milhões. A Feira da agricultura familiar atingiu um montante de R$800 mil e o Pavilhão do Artesanato comercializou R$1,05 milhão.

2010 - Com 2,2 mil expositores e mais de 5 mil animais expostos, a feira destacou-se pelos números de comercialização e pela mostra de produtos da melhor genética gaúcha. Cerca de 420 mil pessoas visitaram a exposição.

No setor de máquinas foram comercializados R$ 795 milhões. A comercialização de animais alcançou R$ 8,39 milhões. No pavilhão da agricultura familiar os 166 estandes da agricultura familiar comercializaram R$ 1,03 milhão, cerca de 30% a mais se comparado ao ano anterior. A Expointer 2010 contou com a visita do Presidente da República Luis Inácio Lula da Silva no dia 03 de setembro, porém não participou na inauguração oficial.

2011 - Registra-se na Expointer 2011 um público de 456.365 mil pagantes. Foram comercializados 2.147 animais com uma comercialização de R$ 11.719.240,00. O setor de máquinas alcançou o valor de R$ 834.700.000,00. A Feira da Agricultura Familiar comercializou R$ 1.050.000,00. A grande inovação da feira de 2011 foi sistema informatizado de acesso ao parque que garantiu uma entrada segura, ágil e eficiente aos visitantes e expositores. O valor arrecadado com a bilheteria atingiu o montante de R$ 2.184.684,00. A inauguração oficial da feira, realizada no dia 02 de setembro contou com a presença da presidenta da república, Dilma Rousseff.


Governo do Estado do Rio Grande do Sul  | Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio